Fotografia de fundo: Ruinas do 1º Mosteiro e Igreja dos Eremitas

1º MOSTEIRO dos EREMITAS DO MONTE CARMELO

 

A Ordem Carmelita nasceu no Monte Carmelo há mais de 800 anos, a partir de alguns homens (Cruzadas) que chegaram à Terra Santa e que procuraram a Deus no silencio e na solidão das grutas ou cavernas do Monte Carmelo.

 

Porquê no Monte Carmelo? Foram inspirados pelo modo de vida simples e de fogo pela Gloria de Deus do profeta Elias. Esses eremitas foram liderados pelo francês Berthold (morto em 1188).

 

Antes de viverem num Mosteiro, a sua vida era passada nas grutas. Em 1200, aproximadamente, a  sua primeira igreja foi construída junto de um pequeno riacho localizado na encosta ocidental do Monte Carmelo. Esse rio tinha o nome de e-Siah (agora  com o nome de Nahal Siakh em hebraico, que significa arbusto).

 

Os eremitas viveram de acordo com  a Formula de vida dada por St Alberto (o Patriarcado de Jerusalém e bispo de duas outras cidades, sendo este assassinado em 1215). Os eremitas pediram ao Patriarca que lhes desse uma fórmula de vida, não inventada, mas contendo o projeto de vida que  já viviam. Portanto esta vida experimentada por anos, como projeto fundamental de cada um, é a que foi escrita e tem o aspeto de uma carta.

  • A matança dos eremitas

A primeira emigração para Europa fez-se entre 1226 e 1229. As primeiras fundações na Europa mostram-nos claramente a intenção dos eremitas refugiados continuarem a vida solitária e contemplativa. São prova disso os conventos de Aygalades, perto de Marselha, Aylesford e Cambridge, que eram verdadeiros eremitérios construídos segundo a Regra de Santo Alberto. Esta primeira vinda para a Europa foi quase uma aventura, mas torna-se obrigatória, em 1237, devido às perseguições dos árabes muçulmanos. Todos os eremitas europeus receberam ordem de regressar aos seus países de origem, mas muitos não regressaram. Este êxodo foi providencial, mas os que ficaram no Monte Carmelo foram todos massacrados. Era o ano de 1238. A Ordem Carmelita salvou-se porque já tinha criado raízes na Europa.

 

O nome do local onde os nossos irmãos foram mortos pelos exércitos árabes em 1238, começou a chamar-se, "o vale dos mártires". Seus corpos foram empilhados no lado ocidental do ribeiro. De acordo com L. Oliphant , o número de mortos foi muito elevado porque o mosteiro de St. Brocard tinha hospedado muitos refugiados de outras igrejas de todo o país. Após este massacre, a seca fez-se sentir até ao dia em que os cristãos seus irmãos lhes puderam dar um enterro apropriado.

Este autor  também compara o local das ruínas com o moderno mosteiro de Stella Maris também Carmelita , edificado 500 anos depois.  Oliphant diz que, pessoalmente prefere as ruínas do primeiro Mosteiro e sua Igreja junto do riacho Siah mais do que a moderna estrutura carmelita. Além do mais, pergunta por que é que os peregrinos não visitam este local tão interessante, histórico e tão pintoresco!.  

É razoável esta preferência, pois aquele é o símbolo eloquente não só do nascimento da Ordem do Carmelo, mas o testemunho de sangue por Cristo.

Pequeno vídeo : O Mosteiro em ruínas, Igreja e seu entorno

 

source.gif
LOCALIZAÇÃO

Carmelo da SS Trindade

Quinta Nª Srª do Mileu

6300-818  -  GUARDA - PORTUGAL

carmeloguarda@carmelitas.pt

Tel 271224014

Nossas redes sociais
AVÉ MARIA - Sarah Brightman
00:00 / 00:00
  • Escola de oração
  • YouTube Social  Icon
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now