«Em criança o seu olhar era colérico e furioso...o seu temperamento era violento, voluntarioso e colérico»
 testemunho da mãe, da irmã e dos mais íntimos

«O que mais me impressionava era o seu olhar duma profundidade, duma expressão, duma limpidez...quantas vezes o vi refletir DEUS!» e também« Era completamente calma...»
testemunho da Prioresa e das Irmãs do Carmelo onde Isabel viveu e morreu.

Compreende-se o desgosto da Superiora de Isabel ao não encontrar uma fotografia capaz de exprimir aquele olhar impressionante. Em todos os retratos encontrava lacunas, devidas aos fracos meios técnicos ou às poses de vários segundos que obrigavam Isabel a controlar-se, a impôr-se uma atitude e um olhar, e a controlar um instante o fluxo da vida..
Atualmente pudémos mostrar algo desse olhar com o tratamento das fotografias existentes hoje, mas sempre fica muito aquém desse fluxo de vida que tanto impressionava as pessoas. Bendito seja Deus!

Nasceu a 18 de Julho de 1880 | Faleceu a 09 de Novembro de 1906

img002b_edited.jpg


8 meses

"Quando tinha 1 ano já se manifestava a sua natureza ardente e colérica..."
              Testemunho da mãe

sabeth-00008.jpg

2 anos

31105964121982bd7232172cb58c953e_edited.jpg

3 anos

elis 1.png

5 anos

"..num ímpetu de cólera, com o olhar furioso.. exclamou: «Jeanette!»"
              testemunho da mãe

eli 2a.png

7 anos

"Era muito viva, mesmo arrebatada! Colérica, tinha autênticas fúrias.."
              testem. da irmã

23.png

10 anos
1ª Comunhão e Crisma

"Ela era dotada de uma natureza viva, ardente, apaixonada. Facilmente se teria tornado colérica, voluntariosa, arrebatada! Mas dois amores moderaram essa vivacidade, o amor pela mãe que adorava loucamente e o amor por Deus a Quem ela chamava sempre com uma entoação celeste «ELE»..."
     testemunho do Pe Angles, seu confidente

4664d1d4da807400792662f0aec87458 (1).jpg

13 anos

Depois da 1ª  Confissão  o  dominio das cóleras era notório.  Uma das amigas de infância deu este testemunho: " Quando a repreendiam,  mordia os lábios e as veias do seu pescoço permaneciam inchadas pelo esforço em dominar-se e uma lágrima deslizava pelos olhos abaixo...»
   

aeb2ce842382c1f444d0b49257ba1a4c (1).jpg

14 anos

Aos 14 anos fez o Voto de virgindade perpétua!

16 anos

eli 4c.png
eli 4c.png

16 anos


"Fazer o nosso retrato físico e moral é um assunto delicado de tratar mas, metendo-me à obra com toda a minha coragem, vou começar!
Sem orgulho, julgo que o conjunto de toda a minha pessoa não é nada desagradável. Sou morena e, segundo dizem, bastante alta para a minha idade. Tenho olhos pretos e brilhantes, mas umas sobrancelhas carregadas, o que me dá um ar severo.
O resto da minha pessoa é insignificante. Os meus delicados pés podiam fazer-me da a alcunha de  «Isabel dos pés grandes», tal como a rainha Berta. Eis aqui o meu retrato físico.
Quanto ao moral, direi que tenho bastante bom caráter. Sou alegre e tenho de confessar, que sou um tanto estouvada. Tenho bom coração. Gosto que me apreciem. Dizem que é sempre bom ser um pouco vaidosa. Não sou preguiçosa: sei que o trabalho nos faz felizes. Sem ser um modelo de paci~encia, em geral sei conter-me. Não sou rancorosa."
                                                                                                               Isabel

eli7.png

18 anos


"Nunca a ouvi falar mal de ninguém, nem dizer bem sem ser verdade. Ela sabia realçar o que havia de bom em cada um, sem por isso negar os defeitos. O seu tacto igualando a sua caridade e a sua indulgência não a impedia de ser firme quando era preciso."
                                                                            
Test. de uma amiga

eli5.png

18 anos

maxresdefault.jpg

18 anos

sabeth campo 2_edited.jpg
sabeth campo 1_edited.jpg
sabeth campo 2_edited.jpg


"Gostaria tanto, oh! meu Senhor de viver conTigo no silêncio... eu amo-Te tanto...
Que a minha oração seja contínua, um longo ato de amor e que nada me possa distrair de Ti..."                                                    
Notas íntimas de Isabel

sabeth-0007.jpg

20 anos

eli-6-(1).jpg

20 anos

eli 2.png

21 anos
(já vestida de Postulante no Carmelo)


"Se soubesseis tudo o que sofro ao ver a minha querida mãe desolada ao aproximarem-se os meus 21 anos (para entrar no Carmelo) ...Ela sofre várias influências: um dia diz-me uma coisa, no dia seguinte é o contrário...
Como é doloroso fazer sofrer aqueles que amamos...mas é por Ele! Se Ele não me ajudasse, em certos momentos pergunto o que seria de mim, mas Ele está comigo, e com Ele tudo posso!"
                                                                                                 
  
Carta de Isabel

sabeth-0002.jpg

21 anos


 No dia anterior a sair de casa para entrar no Carmelo:

"Porque me vais deixar?" - dizia a mãe
-Ah! Mãe querida, poderia eu também abandoná-lo? tenho de partir...Ele estende-me os braços e diz-me que é desconhecido, ultrajado, desdenhado..."
                                                                                                 
Testem da mãe


ENTRADA NO CARMELO A 2 DE AGOSTO DE 1991.

"Durmo numa enxerga com um sono de chumbro que desconhecia.Na primeira noite não me sentia muito á vontade e pensei que, antes do amanhecer, teria caído para um lado ou para outro, mas não aconteceu assim, e agora a cama parece-me deliciosa.." 

elisabeth 5.png

21 anos
de noiva para vestir o Hábito de carmelita Descalça

4c7ffe89c9337a6545a6b02bc5f44db4 (1).jpg

21 anos
de noviça. A NOITE ESCURA toma conta dela


"É aí, bem no fundo, no Céu da minha alma, que gosto de O encontrar visto que Ele nunca me deixa. «Deus em mim e eu n'Ele» Oh! é o grande sonho da minha vida...Já lhe disse qual é o meu nome no carmelo? : «MARIA ISABEL DA TRINDADE». Parece-me bem que esse nome indica uma vocação particular. Não acha lindo? Gosto tanto desse mistério da Santissima Trindade, é um abismo no qual me perco..."  - carta de Isabel


 fechava os olhos e abandonada ao querer de Deus, fixava-se n'ELE como única meta a tingir... Há dias de confusão e, em certas horas a angústia e a tempestade. Mas ela ama o Crucificado ressuscitado e entrega-se a Ele cegamente. Os seus escritos relatam a felicidade de acreditar NO AMOR DE JESUS E DE O SEGUIR apesar da noite fechada ter-se instalado na sua alma. 
"A Carmelita é uma alma que olhou para o Crucificado, que O viu oferecendo-Se como vítima ao pai pelas almas e, absorta nesta visão da caridade de Cristo, compreendeu a paixão de amor da Sua alma, e quis dar-se como Ele!... Olhamos demasiado para nós, quereríamos ver e compreender, não temos suficiente confiança n'Aquele que nos envolve na Sua Caridade"
                                                                                        
Carta de Isabel


Depois de vestir o Hábito carmelita, já de noviça, durante todo o ano sofreu a NOITE DO ESPÍRITO, tão bem descrita por São João da Cruz, noite necessária para se chegar ao MATRIMÓNIO ESPIRITUAL com Cristo... Ela
 

elisabeth 6.png
e39343b8d06a2fca364bfe1ada076bab_edited.jpg


Aproxima-se a PROFISSÃO SOLENE DOS 3 VOTOS que a irão ligar definitivamente a Cristo neste estilo de vida. Esta fotografia ao lado, tirada no dia anterior à Profissão revela o sofrimento em que vivia: Escreve na véspera desse dia:

"Acabo de estar com a nossa Madre que me confessou as suas inquietações por me ver pronunciar os meus Votos neste estado de alma...rezai por mim que estou no cúmulo da angústia!..."
                                                                                                                                                                                                
Carta de Isabel 


Mas na noite desse mesmo dia acontece o que ela descreve:

"Na noite anterior ao grande dia, enquanto estava no côro, compreendi que O MEU CÉU COMEÇAVA NA TERRA, O CÉU DA FÉ, com o sofrimento e a imolação por  AQUELEe que amo!."
                                
Carta de Isabel 


TUDO COMEÇA!

"A Igreja fez-me escutar o «VEM ESPOSA DE CRISTO», consagrou-me e agora, tudo está consumado, ou antes, TUDO COMEÇA ... Tenho a ambição de me tornar a «presa do Amor»                                                                         Carta de Isabel

ELI9.png
elisabeth 7.png

"Ó meu Deus, Trindade que eu adoro...
Ajudai-me a esquecer-me inteiramente, para me estabelecer em Vós, imóvel e pacífica, como se a minha alma já estivesse na eternidade . Que nada possa perturbar a minha paz nem fazer-me sair de Vós, mas que cada minuto me leve mais longe na profundeza do Vosso Mistério.
Pacificai a minha alma, fazei dela o Vosso céu, Vossa morada amada e o lugar do Vosso repouso ...que nunca aí, eu Vos deixe só, mas que esteja lá inteiramente, toda acordada em minha fé, perfeita adoradora, toda entregue à Vossa Ação Criadora... (...)
Ó meus TRÊS (...) Imensidade em que me perco, entrego-me a Vós como uma presa...
           
Notas íntima de Isabel, 15  

sabeth-ultima-3_edited.png

26 anos - 1 mês antes de morrer
no auge da sua vida espiritual e mística. Praticamente já não podia comer...Foi consumida pelo AMOR

ssds_edited.jpg

Onze dias antes de morrer, Isabel escreve:

" PARECE-ME QUE NO CÉU A MINHA MISSÃO SERÁ A DE ATRAIR AS  almas ajudando-as a sair de si mesmas, para aderirem a Deus por um movimento muito simples e todo feito de amor, e de as guardar neste grande silêncio do interior que permite a Deus imprimir-se nelas transformando-as n'ELE»
                                           
                      Carta de Isabel

Isabel da Trindade estava consumida pelo AMOR DIVINO...uns dias antes de falecer a 9 de Novembro de 1906, teve a experiência conclusiva de ser HABITADA PELA SANTISSIMA TRINDADE, como coroação da sua vida inteiramente mergulhada nos «Três».
As ultimas palavras inteligíveis foram estas:

 

morta_edited.jpg

VOU PARA A LUZ ...
               PARA O
AMOR ...
                   PARA A
VIDA ...

e3188a18e1b0d5f8e51d3339b0b9e4de_edited_edited.jpg

Símbolo-monograma trinitário da Irmã Isabel (Elisabeth de la Trinità)

horograma.png